prefeitura-de-Anchieta.jpg

Anchieta Política II: revoada do ninho palaciano, mais três atores políticos anunciam pré-candidaturas a prefeito de Anchieta

No topo do Poder local está a tão desejada prefeitura Municipal de Anchieta, que de tão, tão e tanto, já de muito atiça e enfeitiça gregos, troianos e outros balebanos. Diante disso, nesses últimos dias, especialmente, entre a tarde desta quinta-feira e a manhã desta sexta, 17, mais dois atores políticos importantes da base do prefeito de Anchieta, anunciaram suas pré-candidaturas ao cargo de Prefeito nas eleições deste ano, 2024.

 

Eleições se aproximando e algumas discordâncias políticas estão “desidratando” a gigante base partidária do atual prefeito de Anchieta, que até a data de 15/03, quando lançou seu candidato em evento para imprensa em um relevante Hotel no balneário mais elitizado da cidade, praia de Castelhanos, contava com 11 partidos dos 21 partidos ativos em Anchieta.

 

Até a tarde daquela quinta-feira, 15, a base partidária do prefeito, contava de forma declarada com PSB/40, PSD/55, PDT/12, PSDB/45, PRD/25, MDB/15, Republicanos/10, PV/43, União Brasil/44 e Cidadania/23. Já de forma não declarada, o PP/11 e Solidariedade/77.

 

Com o fechamento do período de transferência partidária, em 06/04, começaram algumas definições políticas locais com os anúncios de candidaturas nos partidos da base do governo municipal, tais como:

 

O União Brasil/44 anunciou a pré-candidatura do vereador Renato Lorencini (UB/44) e carregou consigo os vereadores Renan Delfino (UB/44) e Prof. Robinho (UB/44). Este postulante ao mandato de prefeito fará o lançamento da sua pré-campanha na próxima segunda-feira, 20.

 

O PDT/12 anunciou a pré-candidatura do ex-vereador Geovane Meneguelli, em evento de realizado no feriado do dia 1º deste mês.

 

O ex-controlador da Prefeitura de Anchieta e atual controlador de Piúma, Luiz Carlos de Mattos, antes no PP/11, foi para o PL/22 e anunciou, em suas redes sociais, sua pré-candidatura a prefeito de Anchieta.

 

Na última noite desta terça-feira, 14, foi a vez do vereador Edson Vando (MDB/15), anunciar sua pré-candidatura. Este afirmou que não é uma imposição e, para tanto, está conversando com todos os seguimentos políticos.

 

O vereador Edinho citou, em seu discurso na Câmara Municipal, a possível pré-candidatura do ex-coronel PM, Leonardo Marchezi (PP/11). É importante destacar que o Leonardo Marchezi retornou nosso contato na manhã da quarta-feira, 15, e confirmou ter colocado seu nome como pré-candidato a prefeito de Anchieta.

 

Em sequência, na tarde da mesma quarta-feira, 15, o presidente do IPASA, Dirceu Porto de Mattos (PSB/40), ex-secretário de Fazenda, figura de muita importância no cenário político da administração púbica anchietense, declarou, em um vídeo disparado em várias redes sociais, sua pré-candidatura. Essa situação, abri um possível “racha” no PSB/40, pois há duas pré-candidaturas no PSB/40. A reportagem tentou contato com o candidato anunciado pelo prefeito, mas não teve sucesso, e também sem sucesso o contato com a assessoria do prefeito. Assim, falamos com o assessor do Prefeito que nos retornou com uma mensagem de áudio e, em seguida, apagou.

 

Em uma semana politicamente efervescente, já na tarde dessa quinta-feira, 16, o servidor público municipal Amarildo Calenzani (PSD/55), ex-vice prefeito na gestão Moacyr Carone Assad, 1997-2000, também anunciou nas redes sociais sua pré-candidatura a prefeito de Anchieta.

 

Como se não bastassem as possíveis perdas e esvaziamento da base, identificamos que o registro do PV/43 em Anchieta está INATIVO, e o PRD/25 teve judicializado o pedido de suspenção do seu registro em Anchieta. Problemas à frente?

(DA REDAÇÃO \\ Guto Gutemberg)

(INF.\FONTE: Rede LeR \\ Guto Gutemberg)

(FT.\CRÉD.: Divulgação \\ Divulgação)