Design sem nome (2)

Campanha irá recolher lixo eletroeletrônico

Cuidar do meio ambiente é dever de todos! A Prefeitura de Anchieta, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Seman), está fazendo sua parte  promovendo a 12ª Campanha de Recolhimento de Lixo Eletroeletrônico. Dessa vez esse material será recebido entre os dias 05 e 21 de junho.

Nos dias 05 e 06 de junho o posto de coleta será na Feira do Meio Ambiente, que acontece no estacionamento ao lado da sede da Prefeitura. Já nos demais dias será na própria Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Vila Samarco), no horário das 8h às 17h.

Conforme informações da pasta, a ação só será possível graças a uma parceria com uma empresa privada e empenho da municipalidade. “Depois do recolhimento, o lixo eletroeletrônico será destinado à empresa parceira (ES Ambiental), que já foi parceira nas campanhas anteriores. Essa empresa é especializada na reciclagem desses resíduos. Ela fará o desmonte, a classificação, o reaproveitamento e o descarte adequado das peças, sem ônus para a Prefeitura”, explica.

Todo tipo de lixo eletrônico (ver relação abaixo) poderá ser recebida pela campanha, como notebooks, monitores, TV’s LCD e LED, roteadores, tablets, netbooks, DVD, nobreak, baterias de nobreak, estabilizadores, fios, cabos, entre outros.

De acordo com a titular da pasta, Jéssica Martins, a Prefeitura é proibida por lei de realizar a coleta porta a porta e destinação desse material. “Mas a municipalidade pode realizar acordos setoriais e parcerias para apoiar e promover campanhas de recolhimento voluntário”, disse.

Conforme os organizadores, a campanha não irá receber lâmpadas, pilhas, baterias, tudo de imagem, cartuchos e tonners.

Informações: (28) 99277-7322

Porque destinar corretamente o lixo eletroeletrônico?

A sucata eletrônica possui mais de 20 tipos de componentes que podem ser extremamente prejudiciais à saúde e ao meio ambiente. Chumbo, Mercúrio, cádmio e arsênico são alguns dos metais pesados presentes no lixo eletrônico sendo altamente prejudiciais à saúde humana. Esses resíduos não devem, em hipótese alguma, ser depositados diretamente na natureza, pois contamina a água, o solo, podendo afetar os lençóis subterrâneos responsáveis por mais de 90% da água que bebemos. Também, não se deve descartar resíduos eletroeletrônicos na rua ou junto com o lixo comum, pois essa atitude pode acarretar problemas ambientais e contaminações diversas.

 

Quais resíduos poderão ser entregues durante a campanha?

Eletrônicos:

Notebooks, monitores, TV’s LCD e LED, roteadores, tablets, netbooks, DVD, Nobreak, Baterias de Nobreak, estabilizadores, fios e cabos, CPU’s (placas de circuito impresso, HD, memória, Fonte, processador, drive), celulares, todas as placas de circuito impresso, modens, teclados, mouses, servidores, centrais telefônicas, rádio comunicadores.

Eletrodomésticos:

Aparelhos de ar condicionados, máquinas de lavar, coock tops, geladeiras, fogões, micro-ondas, forno elétrico e ferro de passar roupa, misteira, batedeira, liquidificador, espremedor de suco, panela elétrica, mixer, torradeira, multiprocessador. Secador de cabelo, chapinha, entre outros.

OBS 1: Só serão recebidos os materiais inteiros, ou seja, não podem ser entregues apenas as carcaças de material previamente desmontado.

OBS 2: Não serão recebidos Lâmpadas, pilhas, baterias, tudo de imagem, cartuchos e tonners.

 

De quem é a responsabilidade pela destinação dos REE?

Esse tipo de resíduos se insere na Logística Reversa. A responsabilidade pela destinação adequada é dos fabricantes, comerciantes, importadores e consumidores. O consumidor devolve ao comércio, que deve providenciar a devolução ao fabricante para o envio à reciclagem ou aterro industrial.

A Prefeitura é proibida por lei de realizar a coleta porta a porta e destinação desse material. Mas pode realizar acordos setoriais e parcerias para apoiar e promover campanhas de recolhimento voluntário, onde as pessoas levam e entregam os materiais em pontos de coleta, para serem destinados adequadamente.

(DA REDAÇÃO \\ Guth Gutemberg)

(INF.\FONTE: Dirceu Cetto \\ Divulgação)

(FT.\CRÉD.: Jonas Pereira \\ Divulgação)