Design sem nome (1)

Com nota máxima, Anchieta recebe Selo Diamante no Cidade Empreendedora

No último dia 7 de junho, o Sebrae-ES realizou uma solenidade com a participação de prefeitos e representantes dos 78 municípios capixabas. Na ocasião Anchieta recebeu o “Selo Diamante”, prêmio que simboliza o reconhecimento do Sebrae/ES pelo notável desempenho da gestão municipal no programa “Cidade Empreendedora”.

O programa estimula o empreendedorismo e cria ações, projetos e políticas públicas de fomento voltadas especialmente para o apoio aos pequenos negócios. Ainda é mecanismo estratégico de promoção do desenvolvimento social e econômico, em todos os municípios do Estado.

Com um trabalho planejado, organizado, utilizando metodologia, metas e também um cronograma pontual de ações, Anchieta evoluiu em todos os eixos do “Cidade Empreendedora”, mantendo trajetória ascendente em vários quesitos. “Conquistamos a nota máxima, atendendo todos os quesitos do programa e se destacando em Infraestrutura; Desburocratização; Gestão Pública Empreendedora; Compras Governamentais; Inovação; Inclusão Produtiva; Liderança e Território; Educação Empreendedora; Crédito e Cooperativismo; Sala do Empreendedor e Turismo”, descreveu a secretário municipal de Desenvolvimento, Integração e Gestão de Recursos, Paula Louzada.

Método de avaliação

Segundo o Sebrae-ES, a metodologia do “Cidade Empreendedora” avalia os esforços da gestão pública para melhorar o ambiente de negócios em seu território; aponta lacunas de ações a serem implementadas e as possibilidades de aperfeiçoamento. Oferece ainda um conjunto de soluções específicas para atender às necessidades de desenvolvimento de cada município participante.

O programa também analisa as competências da gestão municipal que podem ser desenvolvidas, a fim de contribuir para um ambiente mais favorável aos pequenos negócios. São elas: governança para estímulo ao empreendedorismo; programas e projetos de apoio ao empreendedorismo; regulamentação e legislação para a melhoria do ambiente de negócio; e estímulo ao setor produtivo; além de infraestrutura técnica, física e tecnológica para atendimento aos empreendedores locais.

O “Cidade Empreendedora” acontece em estados de todo o Brasil, mas o Espírito Santo foi o primeiro a obter a adesão de 100% dos seus municípios, tornando-se assim referência nacional em empreendedorismo e aperfeiçoamento das gestões municipais.

Para o prefeito Fabrício Petri, a gestão municipal cumpriu todos os requisitos e trabalhou fortemente para evoluir no segmento: “Anchieta criou ações e atualizou a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas; implementou o sistema Governo Digital; deu celeridade aos processos de licenciamento ambiental; simplificou e desburocratizou os procedimentos administrativos e garantiu maior agilidade e transparência aos projetos que tramitam na prefeitura”, pontuou.

(DA REDAÇÃO \\ Guth Gutemberg)

(INF.\FONTE: Dirceu Cetto \\ Divulgação)

(FT.\CRÉD.: Monique Palaoro \\ Divulgação)