Design sem nome (1)

Guarapari: “Colecionador” é preso em Guarapari com Fuzil AR-15, diversas outras armas e munições

Em uma operação policial realizada em Guarapari e Vila Velha, um homem de 44 anos foi preso por posse ilegal de diversas armas e munições. O suspeito, identificado como colecionador, atirador esportivo e caçador (CAC), está sendo investigado por possível comercialização irregular de armas de fogo. A identidade do detido não foi divulgada pela polícia.

Fuzil AR-15

Durante a operação, a Polícia Civil realizou buscas na residência do suspeito em Guarapari e em uma loja de consultoria em Vila Velha. No total, foram apreendidas 24 armas e aproximadamente nove mil munições. Entre os itens apreendidos, estava um fuzil AR-15 calibre 5.56 com a numeração suprimida, encontrado na casa dos pais do suspeito, que fica em frente à sua residência.

“O que nos chamou a maior atenção é que havia um fuzil com uma numeração raspada. Ou seja, é uma arma de alto calibre e alta destruição que poderia acabar caindo em mãos de pessoas erradas”, disse o delegado Gabriel Monteiro, chefe do Deic.

Armas

O delegado Gabriel Monteiro, chefe do Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic), explicou que a ação foi desencadeada após a polícia receber informações sobre um atirador esportivo possuindo armas de forma irregular e ilegal. “Aprofundamos as investigações, representamos junto ao Poder Judiciário e o Ministério Público, e, após o deferimento do mandado de busca e apreensão, organizamos uma operação no domicílio dele em Guarapari e em Vila Velha. Com isso, conseguimos apreender todo esse armamento”, afirmou Monteiro.

Municiadas

Além do fuzil, foram encontradas diversas pistolas e carabinas, algumas delas municiadas, o que é proibido pela licença CAC, que permite a posse mas não o porte de armas municiadas fora de locais autorizados. Algumas armas também foram encontradas em endereços diferentes dos registrados na licença.

 

Receptação

Na loja de consultoria do suspeito em Vila Velha, a polícia encontrou pistolas, algumas das quais eram provenientes de furtos e roubos. “Ou seja, além do crime de posse e porte de arma de fogo, ele estaria respondendo por receptação. Foi uma operação que retirou as armas de circulação ilegalmente. Nossa investigação vai aprofundar para descobrir com quem ele adquiriu essas armas e se ele estaria comercializando”, acrescentou Monteiro.

Prisão preventiva

O homem foi preso em flagrante e teve a prisão preventiva decretada, respondendo por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Ele já possuía antecedentes por porte de arma de fogo. Durante a busca na empresa, um segurança particular com uma arma ilegal também foi detido em flagrante, mas liberado após pagamento de fiança.

(DA REDAÇÃO \\ Guth Gutemberg)

(INF.\FONTE: Internet \\ Portal27)

(FT.\CRÉD.: Internet \\ Divulgação)